segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Milagres, ou melhor, mudanças. Enfim, um outro tipo de trova.

Sem mais. Agora o trovador tem um blogue. Sem obrigações de actualização, sem estatuto editorial. Sem equipa nem redacção, operação de marketing ou publicidade. Nasceu do nada, por milagre de vontade ou mudança de atitude, por graça ou necessidade. Não sei, se alguém souber ou quizer alvitrar, este espaço é livre e não censurado. Ou não estejamos todos, sob a luz da Lua. É um espaço, onde não sei ainda muito bem o que quero fazer. Acontece a quem quer fazer de tudo não sabendo de quase nada. Mas vou, ou vamos, ter tempo de aprofundar esta temática. Uma coisa sei. Seja o que fôr aquilo em que se transforme, tem e terá sempre dedicatória. À Lua. À minha Lua! Que seja então uma nova forma de trova. E que seja bem vindo quem vier por bem.
Fiquem bem, à luz da Lua.

3 comentários:

Uma vida qualquer disse...

Porque temos que arranjar forma de ocupar o tempo e entreter a Lua, meu Trovador!
Besos

TOURO EM MARTE disse...

Existe LUAS capazes de tudo, até de inspirar trovadores que julgavam-se adormecidos para sempre, sem força para olhar para cima da sua cabeça e sem alma para olhar a LUA nos olhos.
Um abraço forte ao trovador renascido e ás Luas de todas as noites.

Ana disse...

Olha, olha... que boa ideia!!!
Finalmente um espaço para nos deliciarmos com essas odes maravilhosas de que apenas vislumbramos alguns retalhos.
Parabéns e muitos posts de vida :-)
Bjs