quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Estes tempos...

Passamos metade do tempo a recordar o passado, e é importante que o façamos.
Outra metade preocupados com o futuro, legitimamente preocupados.

Mas acabamos por deixar o presente em branco, pois não temos tempo para ele.
E assim, só por sorte não ficaremos com um vazio para recordar e sem tempo de futuro.

Mas do que realmente sinto falta é de um sorriso e de sorrir. De uma gargalhada e de gargalhar. De um olhar cúmplice, nem que seja por um momento. Que o meu presente passasse por aí.

Mas voltando à Terra neste ano da Graça de 2012, vamos lá ao passado arranjar forças para viver o presente como ele se apresenta e sonhar com um futuro, seja ele qual for.


E entretanto que fiquemos todos bem por aqui, à luz da Lua.



1 comentário:

Sandrina Blanco disse...

Não és de deixar o presente em mãos alheias e muito menos vazias; por isso ganha forças no passado que recordas ou no futuro que sonhas e com um olhar cúmplice sorri enquanto a preparas a próxima gargalhada.
Beijo Amor.